Giovani Pontes e Gabriel André foram os destaques do primeiro dia da etapa de abertura do Rip Curl Guarujá Open de Surf 2017, nesta sexta-feira (11), na Praia do Guaiúba. Os dois surfistas passaram dos 15 pontos e já estão classificados para as semifinais da categoria pro-am, uma das novidades do campeonato neste ano.

Giovani Pontes. Foto: Silvia Winik.
Giovani Pontes. Foto: Silvia Winik.

As disputas seguem neste sábado, a partir das 8h, tendo como uma das atrações a Re/Max Session, outra inovação do Circuito, com premiação em dinheiro para o “Rei da Manobra” mais radical.

No domingo, o evento recomeça no mesmo horário, com as finais das 9h10 às 12h30. A competição foi iniciada com boas ondas, mas longe do mar acima do normal, que chegou a ser previsto, justamente pela escolha da sede, um local mais protegido. Guaiúba, aliás, recebe uma etapa do Circuito pela primeira vez na história e foi aprovada por todos, pela qualidade de ondas e pelo visual do local, cercado por natureza.

“Acertamos com a praia, que está oferecendo condições para todos os atletas competirem bem. Existiu o alerta de ressaca, de ondas grandes e como temos categorias de base e optamos pela segurança”, disse o presidente da Associação de Surf de Guarujá, Ademir Silva.

Gabriel André. Foto: Silvia Winik.
Gabriel André. Foto: Silvia Winik.

Na pro-am, a primeira grande disputa aconteceu ainda no round 2, com Guilherme Silva tirando uma nota 9. Gabriel André ficou em primeiro, com 15,04 pontos, Guilherme foi o segundo, menos de um ponto à frente de Ricardo Silva, experiente competidor, que tem história no Circuito, sendo duas vezes supercampeão.

Outro destaque foi Kim Matheus, também passando dos 15 pontos. Mas ele e Guilherme não conseguiram avançar na fase seguinte, ambos ficando em sétimo. Na semifinal, Gabriel André enfrentará Gilmar Silva, o mais experiente atleta em ação na categoria, e Nathan Brandi, que foi destaque nas disputas de base.

Na outra bateria Giovani Pontes terá pela frente Gustavo Ribeiro, de Itannhaém, e Jackson Santos, de Bertioga. O mesmo Giovani Pontes, mostrando sintonia com o mar, também se classificou para a semi júnior (sub18). Outro destaque da categoria foi Ihgor Sant’Ana. Na mirim (sub16), Samuel Alves garantiu a melhor performance e quem também avançou foi Luan Hanada, atual supercampeão do Circuito e que defende o título da categoria.

Foto: Silvia Winik.
Foto: Silvia Winik.

Com 11 categorias, o campeonato tem como novidades a pro-am, com R$ 3 mil de premiação, sendo R$ 1 mil ao vencedor da etapa, a Re/Max Session, com R$ 500,00 ao dono da melhor manobra radical, e a petit, para atletas com até dez anos, valorizando o trabalho de base. Serão três etapas, tendo na última a decisão do supercampeão, entre os campeões municipais, valendo como prêmio especial uma viagem para a Indonésia, oferecida pela Ocean Travel.

O Rip Curl Guarujá Open de Surf 2017 é apresentado pela ASG. Patrocínio: Sucos Do Bem. Apoios: Prefeitura Municipal de Guarujá, através da Secretaria de Esportes e Lazer, Leads, Faup Comunicação Visual, Ocean Travel, Millenium, Rip Wave, CFour Shaper Supply, Fu Wax, CT de Surf Lugar ao Sol, Colégio Don Domênico, Cross Fit Guarujá. Supervisão: Federação Paulista de Surf. Divulgação FMA Notícias e Revista Hardcore.